Uma reflexão para mentes e corações abertos

“Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti?” – Mateus 18:33

O versículo acima que é o título deste texto, foi extraído de uma parábola a qual Jesus mostra a misericórdia de Deus para com todos, não importa se um errou ou praticou mais ou menos maldade e inujstiça que o outro. Deus perdoa todos os pecados, desde que haja verdadeiro arrependimento.

“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.” –  Salmos 51:17

Ok, agora vamos aplicar o conhecimento das Escrituras em nosso cotidiano. Em específico gostaria de abordar situações pra lá de corriqueiras no dia-a-dia da população que utiliza transporte público. Então seja no trajeto de ida ou volta do trabalho, escola, faculdade, etc, e aquela urgência que as regras, horários nos pressionam diariamente. Daí você está na escada rolante ou escada comum do metrô, que possuem farta sinalização para o bom fluxo de passageiros e transeuntes. A cada 2 metros ou menos existem avisos recomendando deixar o lado esquerdo dos degraus para as pessoas terem livre curso com mais rapidez; Ou os avisos que informam aos passageiros deixarem as áreas das portas de embarque/desembarque livres, dando preferência para que primeiramente os passageiros desembarquem e depois os demais embarquem. Em ambas as situações quase sempre há pessoas que obstruem a passagem, dificultando o fluxo dos transeuntes, inclusive no chamado horário de pico (!). Alguns simplesmente no bate-papo com outra pessoa lado a lado na escada rolante, ou bem em frente à porta de desembarque do ônibus, etc, e muitas vezes, estamos um pouco apressados e deparamos com essas situações. Devido ao rítmo frenético das grandes cidades, se não tomamos cuidado, nos deixamos levar pelas emoções e agimos de forma intolerante, perdendo a calma. Mas não estamos com razão nessas situações? Não é a pessoa que está errada? Mas o que Jesus diz?

“E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.” – Mateus 5:41
Humm, aí está a loucura do evangelho de Jesus:
“Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;” – Mateus 5:44

 

Pois é… Confesso que não é algo que se faz com o “pé nas costas”, arrisco dizer que é quase humanamente impossível de fazer segundo o que é agradável à Deus. Eu mesmo já pisei na bola com Jesus, me irritando por coisas tão pequenas. Mas graças ao Espírito Santo de Deus que ensina todas as coisas, tenho aprendido a realmente ter compaixão das pessoas que agem assim, procurando compreender que a maioria das pessoas realmente não sabem o que fazem ou nem percebem, por mais variados motivos, e que são vítimas do sistema da sociedade, que as pressionam, oprimem, anestesiam diariamente em suas rotinas, solicitudes da vida, medos, angústias, etc. Não cabe à mim julgá-las e sim, ter compaixão, ou seja, pelo menos tentar me colocar no lugar delas, lembrando que ninguém é perfeito, todos erram. E isso alcança praticamente todas as situações do nosso cotidiano, ainda mais se você vive em grandes cidades, com uma população extremamente numerosa como a capital de São Paulo por exemplo, com um trânsito de veículos e pedestres que circulam de forma caótica. Se não fosse o amor e a misericórdia de Deus para com minha miserável natureza humana, já teria sucumbido à cólera emocional e agido de forma impiedosa com os meus semelhantes, mesmo que na ordem natural humana, dos direitos de cidadania eu estivesse com a “razão”…

“E não hei de eu ter compaixão da grande cidade de Nínive, em que estão mais de cento e vinte mil homens que não sabem discernir entre a sua mão direita e a sua mão esquerda, e também muitos animais?” – Jonas 4:11

*Uma sugestão: Troque a cidade de Nínive que está relatada no livro de Jonas pela cidade em que mora e se coloque no lugar de Jonas, apenas para reflexão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s