Uma reflexão para mentes e corações abertos

“Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor.”

“Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo.” – Hebreus 10:30

À primeira vista podem ser duras estas palavras, mas bem sabem os que conhecem à Deus, o quanto Ele é misericordioso:

“Piedoso e benigno é o Senhor, sofredor e de grande misericórdia. O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são sobre todas as suas obras.” – Salmos 145:8,9 

“Misericordioso e piedoso é o Senhor; longânimo e grande em benignidade. Não reprovará perpetuamente, nem para sempre reterá a sua ira. Não nos tratou segundo as nossas transgressões, nem nos recompensou segundo as nossas maldades, injustiças e perversidade. Pois assim como o céu está elevado acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o amam. Assim como está longe o oriente do ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões. Assim como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece daqueles que o amam.” – Salmos 103:8-13

Nós como seres humanos, estamos vulneráveis aos nossos sentimentos que se tornam instáveis facilmente. Não estou falando de pessoas de “pavio curto”, nervosas, etc, mas sim de pessoas comuns e até calmas. Dependendo da circunstância, uma pessoa habitualmente serena, pode perder o controle rapidamente. Tenho notado que isso ocorre mais vezes ultimamente, pois estamos vivendo tempos difíceis, ainda mais no Brasil onde a crise político/econômica tem penalizado a maioria da população e a instabilidade financeira afeta emocionalmente a grande maioria das pessoas. Os escândalos entre os servidores públicos de cargos importantes naturalmente gera indignação da população e o anseio da plebe é a justiça, só que fermentada com a vingança. Sim, isso mesmo, cada vez mais a mentalidade vingativa se torna item básico do cotidiano. Alguém tem que responder por tantas calamidades neste país, não é mesmo? Nestes últimos meses o ato de acusar não saiu de pauta em todos os lugares possíveis, seja numa conversa na mesa do bar ou em publicações nas redes sociais de internet, onde parece não haver limites ou barreiras para expor sentimentos. A justiça sem dúvida será feita, um ditado popular diz que a justiça tarda mas não falha, mas eu prefiro dizer que a justiça é feita no tempo certo. Mas muitos dirão que a justiça é falha e há inúmeros exemplos de impunidade e injustiça por aí, tantos culpados que sequer pagaram 1/100 de suas infrações. Há uma simples explicação para isso: O ser humano é imperfeito, logo, sua justiça também é. Então o que fazer? Não aceitar a impunidade e fazer justiça com as próprias mãos? Alguns já tem feito. Mas eu particularmente fiz uma escolha por toda minha vida, entrego a justiça e até a vingança nas mãos de Deus. Eu compreendo que isso é decepcionante para quem não acredita em Deus, vida pós-morte e o que vale é o outro ditado, aqui se faz, aqui se paga. De fato, também naturalmente muitas pessoas tem seu juízo efetuado até instantes após terem praticado suas transgressões, mas outras deixam este mundo na velhice e muitas vezes sem nenhum arrependimento e sem sem nenhuma punição em vida. Então até que por um ponto de vista, acreditar em Deus poderia ser uma boa opção, pois talvez aumentaria a possibilidade das pessoas pensarem melhor à respeito de praticar maldade, sabendo que cedo ou tarde, em vida ou após a morte, teriam que dar conta. E as pessoas que sofreram o agravo não ficariam frustradas e preocupadas, sabendo que cedo ou tarde, a justiça será feita. Mas eu digo ainda mais, não só coloco a justiça e a vingança nas mãos de Deus, mas também como um discípulo de Jesus disse antes de ser executado pediu à Deus:

“E apedrejaram a Estêvão que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito.
E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu.” – Atos 7:59,60

É o que tenho aprendido lendo a bíblia, conhecendo Deus e seu filho Jesus, o Cristo. Talvez essas coisas não tenham lá uma lógica plausível para muitas pessoas, talvez não seja sofisticada o suficiente para o intelecto mais evoluído no conhecimento, talvez não seja complexo e exuberante comparando com muitos escritos filosóficos de pensadores como Krishnamurti, Sartre, Heidegger, Dostoyevski, Kierkegaard, etc… Sim, sem dúvida a biblia que é a palavra de Deus é um texto simples, aparentemente complexo por usar metáforas quase que o tempo todo, mas são mensagens simples para pessoas simples. E nessas palavras consideradas até pobres por muitos, apenas interessa a verdade e no caso, sobre como não é saudável para nós cultivarmos o sentimento de vingança, pois este sentimento nos envenena e nós temos a capacidade, mesmo que sendo limitados e falhos, a capacidade de resistir nossos sentimentos perante este mal e não torná-los fatos. O ser humano já construiu uma sociedade que já é vingativa demais por si só, não há a menor necessidade de contribuir com isso. O perdão é que está em falta no mercado ultimamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s