Uma reflexão para mentes e corações abertos

Amai-vos uns aos outros! Mas com sinceridade!

Depois de um longo período sem poder escrever neste weblog devido a falta de tempo por conta do trabalho, finalmente posso dedicar esse tempo para escrever algo que seja relevante neste espaço, algo que possa ser edificante para todos nós. Bom, os Beatles? Yellow Submarine? Pois é, independente de qualquer coisa me retenho apenas no que o refrão insistentemente repete: Tudo que você precisa é amor. Hoje em dia, vejo que ainda existe uma visão muito parcial do que seja amor. Já tenho falado sobre isso das últimas vezes que escrevi textos aqui. O amor de Deus é incomparável.

Tudo bem, você que não acredita e Deus, não tem problema, como eu sempre digo, não estou aqui para tentar convencer ninguém sobre a existência de Deus, de converter alguém, mas sim de evangelizar, sim, no verdadeiro sentido da palavra, de anunciar as Boas Novas de Jesus, o Cristo (muita gente acha que Cristo é o sobrenome de Jesus, mas é apenas um título, que significa ungido, mas isso é outro assunto que não interessa agora). Evangelizar não é nada do que muita gente pensa, como uma espécie de lavagem cerebral, uma imposição de um grupo, um recrutamento, é apenas compartilhar a notícia do amor de Deus. Mas como eu não tenho realmente a menor vontade de entrar num debate sem sentido sobre a existência de Deus, vamos falar de AMOR.

O mundo está cada vez mais precisando de amor, todo mundo sabe disso, mas a maioria tem uma visão muitíssimo superficial de amor. Hoje não vou citar nenhum versículo da bíblia, para ficar algo imparcial, para que ninguém fique achando que estou sendo tendencioso, puxando a brasa para a minha sardinha ou minha, digamos, “religião”. Geralmente quem se torna ateu, tem um nível de informação e cultura acima da média da população brasileira, já que as pessoas do dito povão, são de certa forma religiosas, supersticiosas, religiosas não praticantes, mas a grande maioria acredita em Deus, mesmo que de uma forma distorcida. Conheço várias pessoas que não fazem parte do dito povão que falam sobre esse lance de “mais amor”  ou “muito amor”, que são frases recorrentes nesses círculos sociais. Falar é fácil, praticar é que é o grande porém…

Pra começar, se qualquer pessoa não vai com a cara de alguém, já começou errado. Isso mesmo. Já entra o pré-conceito, o julgamento precoce e muitas vezes equivocado, a arrogância, e aí o amor não tem comunhão com esses sentimentos, pelo menos o verdadeiro amor. Aí já entra num nicho do amor, um amor parcial, que qualquer estudante de filosofia saberá explicar, uma forma de amor que não é abrangente, pois na filosofia grega, o amor maior é o tal do Ágape, o amor incondicional e isso abrange amar pessoas desagradáveis e até aqueles que não nos querem bem. E então, nessa vários já pularam da barca, dizendo coisas do tipo: “veja bem…”,  “não é bem assim…”, mas “isso é radical demais”, etc. Taí o respaldo acadêmico para garantir a justificativa para cada um amar a seu modo. Então fica assim, cada um tem o direito de achar que o amor é do jeito que cada um entende e acredita que realmente seja, sem problemas, isso não é um tribunal de justiça.

Quanto a mim? Eu realmente dependo de Deus para ter esse tal de amor Ágape por todas as pessoas. Hoje em dia, não tem mais para mim esse negócio de não ir com a cara de alguém. Se alguém à primeira impressão me parece desagradável, imediatamente me vem ao coração que eu não sou melhor do que essa pessoa e que Deus a ama tanto quanto a mim. Sim, eu preciso acreditar nesse Deus da bíblia, dos israelitas, do Pai de Jesus, preciso desse Deus para ter esse amor incondicional pelas pessoas, sem acepção. Eu não sou um grande pensador, um filósofo, não fiz pós-graduação, não sou sábio, tenho limitações e imperfeições e necessito de Deus para ser uma pessoa melhor enquanto eu estiver de passagem neste planeta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s