Uma reflexão para mentes e corações abertos

Não à religião (para os que acreditam em Deus e os que não acreditam)

Mais uma vez a religião como instituição administrada pelo ser humano está em destaque nas mídias nacionais e internacionais. Seja pela eleição do novo papa da Igreja Católica Apostólica Romana, seja pela polêmica envolvendo a igreja evangélica brasileira. Quanto ao novo papa, me abstenho de qualquer discussão sobre ele, realmente não vou investigar a sua atuação no período da ditadura argentina, assim como não significou nada de concreto o fato do papa anterior ter feito parte da juventude nazista, enquanto esteve em sua função. Lembremos que o partido nazista nada mais era do que o PARTIDO DOS TRABALHADORES na Alemanha e Heinrich Luitpold Himmler, Adolg Hitler, Dr. Paul Joseph Goebbels, etc, apenas foram porta-vozes de algo que estava em grande parte da população germânica, mas não sabiam, não podiam, tinham receio e até vergonha de expressar. Vejamos quais as diretrizes que o novo papa argentino tomará em seu cargo e depois analisemos a relevância deste fato. Afinal como seguidor de Jesus, o Cristo, não estou aqui para julgar e muito menos condenar.

A questão que desejo abordar aqui, são os ataques à Silas Malafaia e Marco Feliciano. Mas não quero falar na esfera pessoal destes meus irmãos, pois eu pessoalmente não concordo com muitas opiniões e pontos de vista deles. O problema é o fato das pessoas colocarem os evangélicos no mesmo saco de farinha deles e o que mais me surpreende e me entristece, é o fato de ver e ouvir pessoas esclarecidas, com bagagem sócio-cultural acima da média da população brasileira, expressarem uma intolerância (vejam só…) e se entregarem à agressão gratuita generalizando todas as pessoas evangélicas à imagem e semelhança do Silas e Feliciano. Há algo muito errado aqui. Essas pessoas sempre desprezaram os evangélicos e equivocadamente avaliavam como pessoas ignorantes, sem personalidade e vontade própria, uma massa de manobra para picaretas de plantão. Mas em outra roupagem, mas de mesmo modus operandi as pessoas consideradas cultas, também sucumbem à modismos, declarações de grupos e indivíduos, que nem sempre tem razão ou até mesmo coerência. Não querendo me alongar nesta questão, veja o caso dos ditos “hipsters” ou “moderninhos”, que surfam na crista da onda da cultura e informação. Usam praticamente os mesmos tipos de roupas, grifes, cortes de cabelo e barba, obedecem a mesma cartilha da famigerada “discoteca básica”, “apreciam” os mesmos filmes e diretores, muitas vezes sem entender realmente o contexto. Exemplo? “Ah, eu amo Lars Von Trier…”; “Por que?”;”Porque tem a Björk no filme dele… “. Aí muitos vão alegar que a pessoa é livre para expressar sua opinião e ela tem o direito de adorar o Lars apenas por um motivo tão simplório como este. Este é o ponto, a liberdade de expressão. Mas e o caso do Silas e do Feliciano? Então muitos me dirão que no caso é bem diferente, pois os dois fizeram uma declaração em público, que irão manipular às pessoas a ponto de causar uma onda de homofobia e racismo na população, ainda mais no caso do Feliciano que ocupa um cargo governamental. Lembra do caso do nazismo alemão? A homofobia e o racismo já estavam nos brasileiros, antes dos evangélicos surgirem no Brasil (se é que os evangélicos são realmente homofóbicos e racistas), pois os evangélicos ou cristãos protestantes só se estabeleceram como instituição por aqui no início do século XX (se bem que os holandeses realizaram o 1º culto evangélico aqui antes de Pedro Alvares Cabral desembarcar nesta terra, mas a coroa portuguesa cuidou de liquidá-los). Tens visto os evangélicos batendo em homossexuais, depredando boates LGBT?

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” –  Mateus 7:21

“Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós.” – 1 João 2:19

Eis então o fato: A igreja evangélica é composta em sua maioria, por pessoas denominadas mestiças, pardas, negras, pobres, pessoas de baixo nível escolar, de profissões serviçais, como empregadas domésticas, porteiros e zeladores, faxineiros, operários da construção civil, etc…

Pessoas que são discriminadas muitas vezes pelas pessoas que tem o tal nível sócio-cultural mais elevado. Amigo, não se engane com certos procedimentos, pois não há mérito nenhum nisso e além do mais é muito pouco o fato de muitos fazerem “amizade” com serviçais (“ah, eu me dou super bem com minha empregada, inclusive ela almoça na mesma mesa que eu e meus filhos”). Percebeu a soberba nisso? Muitos chamam seus empregados de amigos, mas realmente são? Qual o conceito de amizade dessas pessoas? Essas pessoas vão à festa de aniversário da empregada, ou melhor, fazem uma festa para ela? Será que a empregada se sente incluída no circulo de amizade do patrão a ponto de se sentir à vontade de convidá-lo para seu aniversário ou churrasco no quintal de sua casa? Percebe como é um campo minado julgar as pessoas? Eu apenas julgo as atitudes, mas para mim, o sentido julgar, é ponderar à respeito, procurar averiguar e compreender o motivo destas atitudes e por fim concordar ou discordar da pessoa, mas jamais condenar o indivíduo por conta de sua atitude. E se seu caráter se inclina para prejudicar alguém, me reservo do direito de não conviver com tal pessoa. Ex.: Se meu amigo começa a fazer tráfico de drogas, não vou ficar conversando com ele numa mesa de bar para ser preso junto com ele ou até ser assassinado por outro criminoso.

Voltando aos evangélicos. Então muitas pessoas que sempre fizeram questão de ficar distantes dos evangélicos por uma série de questões e muitas delas apenas por puro pré-conceito (não, não adianta negar nem disfarçar), repentinamente criam uma solidariedade para com eles, alegando alertá-los que estão sendo enganados, que estão enriquecendo pseudo-pastores e estão sofrendo lavagem cerebral.

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” – João 8:32

“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento;” Oséias 4:6

“E Jesus, respondendo, disse-lhes: Porventura não errais vós em razão de não saberdes as Escrituras nem o poder de Deus?” – Marcos 12:24

A maioria das pessoas são enganadas porque muitas vezes lhes convém, querem ouvir exatamente o que desejam ouvir e não o que precisam ouvir.

“Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação?” – Romanos 10:16

Mas em sua maioria, o evangelho de Jesus, o Cristo, é muito simples de entender. Pedro, na declaração em um trecho de sua carta abaixo, fala à respeito de alguns pontos escritos pelo apóstolo Paulo (Saulo de Tarso), que trata de assuntos para os discípulos de Jesus e as cartas ou epístolas são destinadas aos responsáveis pela unidade da igreja, tendo o dever de ensinar aos outros. E alguns que se infiltraram nas igrejas com outros propósitos, fizeram mau uso das escrituras, assim como hoje alguns fazem:

“Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.” – 2 Pedro 3:16

Muitas pessoas ingressam nas igrejas evangélicas como se fosse um consórcio de carros e casas ou título de capitalização, como se fosse um plano de saúde. Seria muito mais digno alguns indivíduos abrirem uma instituição como “Consórcio Jeová”, “Nova Jerusalém Empreendimentos Imobiliários”, “Siloé Plano de Saúde” ou “Credi-Sinai”…

“Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.” – 1 Coríntios 15:19

“Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.” – Romanos 14:17

Estive em diversas igrejas evangélicas e em algumas eu constatei a distorção do evangelho de Jesus e em nenhum momento fui privado de me retirar do recinto e não houve nenhum mecanismo ou coisa parecida que me impossibilitasse de refletir à respeito da pregação dessas igrejas. Pelo simples fato de dedicar um pequeno período para leitura da bíblia, pude identificar com facilidade o que é de Deus e o que não é.

“Em vão, porém, me honram, Ensinando doutrinas que são mandamentos de homens.” – Marcos 7:7

“Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade.” – Tito 1:14

“As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens;” – Colossenses 2:22

“Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.” – 2 Coríntios 11:3

Assim como as obras de caridade em sua maioria são apenas obras vãs para desencargo de consciência e são desprovidas de amor, o mesmo ocorre com essas pseudo atitudes das pessoas ditas cultas que não se deixam manipular por essa dita por tais, como fábula, fábula chamada Jesus Cristo. É muito fácil entregar uma roupa que não serve mais numa caixa de papelão no Pão de Açucar (lugar de gente feliz…), pedir para as Casas André Luis ou o Exército de Salvação buscar em suas casas os móveis que não servem mais, ou ainda depositar uma quantia no Criança Esperança via 0800 ou depósito bancário. Muitas vezes as pessoas necessitadas, necessitam mais do que coisas materiais, necessitam de serem incluídas na sociedade, no círculo social de pessoas com nível sócio-cultural acima da média, afinal somos todos seres humanos e iguais aos olhos de Deus. (Ah, os ateus não acreditam em Deus… Um bom pretexto?)

Muitas pessoas que não acreditam em Deus ou até acreditam, mas combatem verbalmente ou digitalmente às igrejas evangélicas, causam muito mais danos ao bolso e a vida dos pobres e indefesos fiéis dessas igrejas, que são “usados” como massa de manobra para enriquecer falsos pastores. Como? Ah, são vários fatores… O meio de vida de muitas pessoas ditas cultas é um tapa na cara da sociedade carente e até grande parte da sociedade carente também contribui para seu próprio prejuízo. Muitos aceitam o estilo de vida consumista que causa tanta injustiça. Ou você ainda acredita que comprando um livro na Livraria Cultura e indo na mostra de cinema noir é realmente diferente de comprar um BMW e comprar na Daslu? (isso é apenas um irrisório exemplo entre tantos outros motivos). Você ainda acredita que o partido dos trabalhadores, o partido socialista e o partido comunista são verdadeiros representantes do povo brasileiro? Todos os intelectuais de esquerda realmente sabem o que é ser do povo?

“Ou como podes dizer a teu irmão: Irmão, deixa-me tirar o argueiro que está no teu olho, não atentando tu mesmo na trave que está no teu olho? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então verás bem para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão.” – Lucas 6:42

Amigo ateu, agnóstico, de outras religiões, cristãos, evangélicos, crentes, protestantes, não se preocupem, Deus cuida dos seus, acreditem ou não.

“Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas?” – Ezequiel 34:2

“Portanto assim diz o SENHOR Deus de Israel, contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e não as visitastes; eis que visitarei sobre vós a maldade das vossas ações, diz o SENHOR.” – Jeremias 23:2

“Estes são manchas em vossas festas de amor, banqueteando-se convosco, e apascentando-se a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos de uma para outra parte; são como árvores murchas, infrutíferas, duas vezes mortas, desarraigadas;” – Judas 1:12

Não percamos mais tempo com infrutíferas questões que apenas inflam os egos e sigamos amando o próximo praticando boas obras pela fé (quem não crê em Deus, apenas pela fé ou lógica racional de praticar bem)

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.” – Mateus 22:37-40

“A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.” – Romanos 13:8

Uma resposta

  1. rogério

    LI TUDO E VALEU MUITO APENA MUITO OBRIGADO MEU IRMÃO RUBENS.

    22 de março de 2013 às 11:11 PM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s